Como não errar na criação da identidade visual em 8 passos?


Como não errar na criação da identidade visual em 8 passos?

Muitas dúvidas podem surgir na hora de colocar as ideias no papel e desenvolvê-las para criar uma identidade visual. Diversos fatores devem ser considerados e, às vezes, passos importantes podem ser esquecidos ou negligenciados, comprometendo o resultado final e colocando em risco todo o trabalho desenvolvido.

Então, para tornar esse processo mais fácil, listamos abaixo alguns passos simples, porém essenciais, para acertar em cheio na hora de criar uma identidade visual.

1. Planeje desde o começo

Antes de começar a criar a identidade visual da empresa, defina uma estratégia para definir um pacote de valores e propostas comuns a você e o profissional que pretende contratar. Se isso não acontecer no início do projeto, você não terá nenhum ponto de referência para avaliar se o projeto é relevante ou não.

2. Utilize o briefing

Se os conceitos de design forem criados sem um briefing completo sobre a marca, tanto o criativo quanto o contratante acabam confiando demais em uma ideia intuitiva e, portanto, você corre o risco de fornecer um feedback subjetivo. Um resumo elaborado a partir de uma estratégia clara permite que ambas as partes racionalizem as decisões de design.

3. Pesquise

Compreenda e esclareça qual é a personalidade da marca, sua história, função e objetivos por trás de tudo. É preciso que o designer extraia cada nuance de quem é seu cliente e sobre o que a empresa trata, incluindo o público-alvo, como deseja ser percebida, e formatos e pontos de venda em que deseja promover-se.

4. Esclareça suas expectativas

Pode ser um exercício valioso fazer uma pesquisa e apresentar referências para a criação de sua marca. Você vai esclarecer do gosta e qual é seu conhecimento sobre design.

5. Verifique a concorrência

Olhe para as cores, fontes, logos e estilos visuais utilizados pelos concorrentes e procure criar algo realmente único, diferente de todos eles. Pense nos usos variados de cores e tamanhos do projeto.

6. Não confie apenas no logo

Enquanto um logotipo é, por vezes, o eixo que mantém uma identidade da marca em conjunto e a torna instantaneamente reconhecível, as marcas não são construídas apenas com logotipos. Ao criar uma identidade visual, não se concentre nos elementos separados. Certifique-se de sempre considerar a identidade com um todo e como todos os elementos interagem uns com os outros.

7. Exercite a eliminação

Entender suas necessidades é o primeiro passo para a criação de uma grande identidade visual. Limitando paletas de cores, detalhes e tipografia, uma identidade simples pode se tornar atemporal e evoluir com seu negócio.

8. Descubra o que é especial

Se esse “algo especial” sobre seu produto não é identificado no início, você estará perdendo uma enorme oportunidade para se conectar com o público que deve atrair. Acerte esse passo e você já está na metade do caminho; erre e você vai acabar com pouco material para estimular a sua imaginação.

Criar uma identidade visual é o primeiro passo para qualquer empresa que deseje se posicionar no mercado de forma eficiente e definitiva. É importante que o pequeno empreendedor compreenda a importância de apresentar seus serviços e produtos ao mercado da forma mais profissional possível logo no começo dos seus negócios. A primeira impressão é a que fica, e queremos que ela seja a melhor possível!

Uma empresa que consegue imprimir sua marca na mente do consumidor de forma eficaz é capaz de se manter no topo, sendo referência e prioridade na hora da decisão da compra.

468 ad
error: Conteúdo Protegido!