Plano de marketing para empreendedores | Afro Negócios

Plano de marketing para empreendedores


Etapas para elaborar um plano de marketing para empreendedores

Você certamente já faz marketing.

Se alguma vez imprimiu panfletos e distribuiu próximo de onde o seu negócio funciona, já teve suas primeiras experiências no ramo.

Se usa anúncios em jornais ou no Google para divulgar seus produtos ou criou uma página da sua empresa no Facebook, já experimentou na prática uma ação de marketing.

O que vamos apresentar de diferente para você nas próximas linhas é a perspectiva de pensar essas coisas de forma organizada:

1. Analise o cenário atual

Qualquer projeção para o futuro só é possível se você primeiro compreender o presente.

Qual é a realidade da sua empresa hoje? Qual o seu faturamento? Quanto custa para você conseguir um cliente? Os seus investimentos em marketing dão muito ou pouco retorno?

A principal métrica do marketing é o ROI, sigla para Return on Investment ou Retorno Sobre o Investimento. Vale a pena pesquisar um pouco a respeito.

De todo modo, faça a sua análise do cenário atual levando em consideração os acertos e erros da sua empresa até aqui. Estes últimos servirão de lição na hora de traçar as próximas etapas do seu planejamento.

2. Compreenda o seu segmento

Quem vende sapatos, por exemplo, precisa estar em dia com as novidades da moda. E não apenas isso. Ele deve pesquisar materiais, saber quais são mais fáceis e mais difíceis de encontrar.

Deve, ainda, traçar planos de logística que permitam lucro e que não sobrecarreguem sua produção.

Nada disso é marketing, mas ele sofre influência de tudo isso. São táticas que viabilizam um melhor preço, que é um dos 4 Ps do marketing (preço, prazo, praça e produto).

3. Estude os seus concorrentes

Se formos pensar bem, o estudo da concorrência faz parte da análise do seu segmento de mercado. Mas ela é tão importante que merece uma sessão a parte.

Mas não se trata de copiar aquilo que os seus concorrentes fazem.

Estudar a concorrência é algo mais profundo que isso. Só para citar um exemplo, ficou muito famoso o livro O Oceano Azul, de W. Chan Kim e Renée Mauborgne, em que os autores colocam duas perspectivas para se lidar com os concorrentes:

  • Travar uma luta sangrenta, onde você vai disputar cada pedaço de mercado com seus concorrentes.
  • Criar um produto ou serviço a tal ponto inovador, que ele abra novos mercados e você não tenha concorrência.

Seja como for, é imprescindível que você conheça a fundo os empreendimentos que hoje disputam o mesmo mercado e consumidores que você.

Se essa concorrência for muito acirrada, aumentam as chances de você querer inovar e procurar novos campos menos acirrados.

4. Trace objetivos

Se alguém te perguntasse agora quais são os objetivos da sua empresa, você saberia responder sem gaguejar?

Possivelmente, depois de pensar algum tempo, responderia com frases genéricas como “quero que a minha empresa seja grande” ou “adoraria que pessoas no Brasil todo usassem os meus produtos”.

Sonhos como esses são muito importantes, já que mantém a sua disposição para trabalhar e te fazem mais feliz. Porém, eles não podem ser considerados objetivos reais da sua empresa, já que são muito vagos.

Você só vai conseguir evitar esse erro se usar a metodologia das metas SMART. Qualquer empresa que vislumbre crescimento e expansão de mercado precisa que seus objetivos sejam:

  • Específicos
  • Mensuráveis
  • Atingíveis
  • Relevantes
  • Temporais

Em outras palavras, eles não podem ser muito vagos, devem poder ser medidos, possíveis de atingir, relevantes e realizáveis em um certo período de tempo.

A palavra SMART (embora queira dizer “esperto” ou “inteligente” em inglês) vem justamente das iniciais em inglês dessas cinco qualidades: Specific, Measurable, Attainable, Relevant e Time-based.

5. Entenda o seu público-alvo

O que as pessoas que consomem seus produtos ou contratam seus serviços têm em comum? A faixa etária? A região em que moram? O seu produto cria nelas alguma sensação de prazer que pode ser explorada pelas suas campanhas de marketing?

O conceito de público-alvo fica restrito apenas a essas poucas perguntas, mas o marketing digital vai mais fundo com a ideia da buyer persona.

As personas são mais parecidas com gente de carne e osso. Têm preferências, ideias, opiniões e, principalmente, um problema que o seu produto ou serviço pode solucionar.

As buyer personas são algo tão próximo de uma pessoa de verdade que os profissionais de marketing costumam escolher até mesmo uma foto e um nome para representá-las.

De toda forma, os gostos pessoais e comportamento dos seus clientes são dados muito interessantes para você. Eles determinam quase tudo na sua estratégia de marketing, seja ele digital ou tradicional.

6. Coloque seus esforços no marketing digital

Existe uma tendência fortíssima das empresas migrarem fatias cada vez maiores do seu setor de marketing para o ambiente digital.

E o motivo disso, explicando da forma mais sucinta possível, é que ele custa menos e traz mais resultados. Desde ferramentas gratuitas até tutoriais sobre como fazer marketing, todas as etapas do processo são contemplados por uma simples busca no Google.

Aqui vão algumas palavras mágicas para você mesmo fazer as suas pesquisas sobre o assunto:

  • SEO
  • Google AdWords
  • Marketing de Conteúdo
  • Inbound Marketing
  • Email marketing
  • Redes sociais

Se conhecer, ainda que superficialmente, todos esses assuntos, você vai estar um passo à frente dos seus concorrentes. E com ótimas ferramentas para compreender o seu mercado e agir sobre ele.

O marketing digital é, a um tempo, uma facilidade inimaginável e um desafio constante.

Suas estratégias, métodos, teorias e exemplos práticos estão disponíveis aos montes na internet. Porém, como o ambiente digital é rápido, complexo e fluido, para fazer marketing digital é importante estar disposto a aprender algo novo todos os dias.

A boa notícia é que, se esse amor pelo aprendizado fizer parte da sua vida, não é só no marketing que você vai melhorar. Todos os campos da sua vida profissional e do seu empreendimento vão crescer rapidamente!

Conclusão

Como dissemos no início deste texto, uma gestão profissional depende de processos bem definidos. E você só vai conseguir isso com estudo, dedicação e, principalmente, planejamento.

Um planejamento de marketing para empreendedores, portanto, não é uma mera formalidade. Ele é a porta de entrada para o futuro da sua empresa.

Envolve um levantamento de informações importantes sobre ela e que vão te colocar em uma posição estratégica, acabando com aquela sensação desoladora de decidir por intuição e esperar pelo melhor.

Ele vai te permitir parar de reagir às situações cotidianas e começar a agir sobre elas. Em outras palavras, parar de trabalhar para fechar o caixa do mês e pensar no futuro da sua empresa!

468 ad
error: Conteúdo Protegido!